Ah, a TV!

Nesse meu fim de curso de Comunicação Social, estou fazendo a disciplina de Prática de Produção em TV, o Mergulhão, trocando em miúdos. Nós bacharelandos em Comunicação temos que passar por quatro veículos midiáticos: jornal impresso, rádio, internet e TV.

Depois de fazer os três primeiro chegou a vez de ir para a telinha. A produção que fazemos é o Jornal da Facom. Nos dividimos nas funções de repórter, cinegrafista, apresentador e editor. Até aí tudo bem, isso na verdade nem interessa a muitos que estão lendo. O que quero discutir é que televisão é feita pelos jornalistas.

Nossa orientação é fazer matérias que tenham de 1 a 1 minuto e meio. A informação tem esse tempo. Pense bem e refilta o que significa esse tempo. Você pode estar pensando que isso é problema nosso no Mergulhão. Mas, conte o tempo das matérias do Jornal Nacional. Observe atentamente uma notícia dada pelo JN. Reflita se algumas das informações não poderiam ter sido dada com mais profundidade.

Jornalismo-verdade por jornalismo-velocidade

Estamos na era da velocidade. Quem quer se informar com mais qualidade e com mais discussão, que compre um jornal, ou acesse a internet. Mas, quantos brasileiros podem fazer isso? Pouquissímos, não!? O jornalismo de massa ainda está na televisão, que transmite na maioria dos casos informações superficiais. Quando falo isso, me refiro, principalmente, ao Jornal Nacional, que é o de maior audiência.

Com a apresentação de Adriana Couto, Michele Dufour e Laila Dawa e Jornal da Cultura vai ao ar de segunda a sábado, às 21h

Com a apresentação de Adriana Couto, Michele Dufour e Laila Dawa e Jornal da Cultura vai ao ar de segunda a sábado, às 21h

Mas, não podemos tirar da lista outros que até são melhores. É o caso do Jornal da Band, do Jornal da Globo. Geralmente, eles superam o Jornal Nacional, mas, também tem estilos semelhantes de matérias. Com destaques positivos, deixo duas sugestões para você. O primeiro é o Bom Dia Brasil, da Globo. Tudo bem que o apresentador Renato Machado às vezes peca por um eruditismo exagerado, mas, as matérias e reportagens do programa são de qualidade. A outra dica é o Jornal da Cultura. Concorrente direto do JN e do Jornal da Band, tem notícias um pouco mais profundas, sem cair na necessidade da alta velocidade, apesar da saída dos comentaristas, ter tirado o foco analítico do jornal. Tem seus problemas é claro, mas, comparativamente é o melhor.

O melhor, no fim das contas, é passar por todos os telejornais. Isso é claro, se você tiver tempo. Não perdendo as principais notícias do dia no JN, o jornalismo mais analítico do Jornal da Band e o aprofundamento de alguns assuntos do Jornal da Cultura. Só assim, vendo três jornais, você terá o que merecer ter em um só: informação completa!

Anúncios

Um comentário sobre “Ah, a TV!

  1. Nossa Bruno, vc expressou exatamente o que eu senti qdo passei pelo Mergulhão de Tv.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s