O time que já entra em campo derrotado por sua torcida

A fase é ruim e vai se tornando péssima. Aí o torcedor sai de casa (ou deixa de voltar para ela), paga um valor nada barato pelo ingresso e vaia o time desde antes do jogo, pedindo cabeça de técnico, cobrando jogador. Esse é o retrato atual do Vasco, que vai sim afundando tecnicamente, tendo no seu torcedor uma pesada âncora.

Derrotado, esse é o Vasco atual

Eu sei que esse post pode me render xingamentos (já adianto que ofensas não serão autorizadas nos comentários), acusações de ser apoiador do bananamite ou se defender o euvírus. Pois é, o tradicional Gigante da Colina vive essa fase, na qual a divisão política não se restringe ao período eleitoral, abrangendo até os comentários no Twitter durante os jogos. Um lado defende o time e pede paciência, o outro torce contra.

Já me irritei muito nas arquibancadas de São Januário. Já vi o Allan ser vaiado no aquecimento. Sim, aquele mesmo jogador que quando saiu do time, a torcida se queixou do “desmanche”. Estava em grupo que reclamou com outros torcedores do princípio de vaia no primeiro tempo da final da Copa do Brasil, quando o gol não saia e Vasco e Coritiba empatavam em 0 a 0.

Allan era uma vítima habitual da impaciência da torcida cruzmaltina

Desde que esse time foi montado, achei que era muito melhor do que parecia iminente, ainda assim, com muitas limitações. Afinal de contas, um time que depende dos instáveis Carlos Alberto e Bernardo para decidir, se dispõe a correr riscos. Ainda assim, nos primeiros jogos, sobrava disposição.

A coisa está feia, são problemas e mais problemas. Acho que o Gaúcho não tem condições de treinar o time (admitindo que, como a diretoria afirma, quem treina o time é ele) e um profissional melhor precisa ser contratado. Acho que reforços são necessários. Pelo menos dois zagueiros, um volante e um centroavante. A partir daí, é rezar que Nei, Dedé, Éder Luís, voltem a jogar bem.

Aceitar o ruim e se resignar com que está posto não é minha intenção, nem acho certo, mas se você sai de casa para assistir um jogo do Vasco, vá para tentar ajudar como puder. Se a intenção é atrapalhar e tumultuar, fique em casa. Se seu grupo for o primeiro, e se como hoje o resultado for uma derrota para o Nova Iguaçu, aí sim, termine o jogo vaiando, cobrando mudanças, se revoltando contra quem quer que seja.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s