Nunca serão…é o destino!

A pergunta é: qual o motivo do torcedor do Vasco estar odiando tanto o Fluminense? A resposta é meio simples, que remonta as contratações de destaques como Alex Dias, Leandro Amaral, de jogadores como Rafael “Pedreiro”, Victor Boleta, ao longo assédio que resultou na saída de Rodrigo Caetano rumo às Laranjeiras, culminando na “compra” do lado cruzmaltino no Maracanã. Em suma, eles usam o dinheiro para se tornar o que a tradição e a história construíram.

Não irei fazer aqui um panorama histórico e tratado sociológico sobre as diferenças entre os clubes. Sequer entrarei no mérito esportivo, mesmo reconhecendo que o time tricolor vem se destacando recentemente no cenário nacional após ter chegado a Série C  – vale lembrar, no entanto, que tomam a maior goleada nos clássicos cariocas realizados nas duas últimas décadas, segundo números do FutDados -, afinal de contas, não existe comparação.

Não, não precisa de legenda

O Fluminense é tradicional, um clube de muito garbo e elegância, que passou anos flertando com título de “segundo time de todo carioca”. Desde o momento da enxurrada de dinheiro que o clube recebeu, vindo de Celso Barros via Unimed, contudo, se tornou odiado. Isso porque quem gosta de esporte percebe logo quando fatores extra-campo influem no resultado.

É claro que o futebol se faz com dinheiro, não sou tolo, mas aqui no Rio, quem nunca foi rival passou a ser. O capítulo dessa semana, com a confusão sobre o lado da torcida no Maracanã só acirrou as coisas. Já ouvi duas versões sobre o fato do Vasco ter seu posição cativa para seus torcedores no estádio. Primeiro, seria pelo tamanho da torcida, levando a parada junto com o Flamengo. Segundo, por ter sido o primeiro campeão do palco sagrado.

Falamos de história e tradição, repito. É óbvio que a diretoria cruzmaltina poderia ter se mexido antes e reafirmado quem era quem no mapa de arquibancada dos clássicos junto ao consórcio. Acho também que ninguém pensou nessa mesquinharia de um clube, que precisou se afirmar na canetada.

Muitos tricolores praguejaram no Twitter que a mudança no lado do estádio significaria que o Fluminense agora é grande e o Vasco pequeno. Não meus caros, nada disso, porque em contrato nenhum vocês conquistarão taças que nunca levantaram, nem farão cruzmaltinos virarem tricolores. Isso não se compra, com nenhum dinheiro do mundo. É O DESTINO.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s