Proposta de calendário para o futebol brasileiro

Na semana passada publiquei aqui no blog um texto em que defendo a extinção dos Campeonatos Estaduais para proporcionar um calendário mais racional para o futebol brasileiro. Em diversos fóruns, a discussão foi quente e produtiva, como o assunto merece. A partir disso, resolvi montar minha proposta definitiva, sem os Estaduais, e com o Brasileirão tomando o ano todo. Você a confere logo abaixo.

Tratando apenas dos grandes, vale ressaltar que o pior cenário seria para um time que viesse de título da Copa Sul-Americana no ano anterior e que na temporada corrente fosse campeão da Libertadores, finalista da Copa do Brasil e outra vez da CS-A, em um cenário relativamente improvável.

CLIQUE AQUI: Apresentação resumida da proposta de calendário

Neste quadro, considerando a disputa da Recopa Sul-Americana, Copa Suruga Bank (em que eu defendo brasileiros fora) e Mundial de Clubes, um time teria que jogar no máximo 73 jogos. O Corinthians, neste ano, chegou ao fim de setembro com 58 partidas acumuladas, por exemplo. Chegará aos 75, mesmo só chegando à final do Campeonato Paulista e caindo nas quartas de final da Copa do Brasil.

“Apenas” finalista e campeão no Paulista em 2013, Corinthians fará pelo menos 75 jogos na temporada

Pequenos ativos por pelo menos 9 meses

Por outro lado, os pequenos ficariam ativos obrigatoriamente do início de fevereiro ao fim de setembro (oito meses mais um da pré-temporada de atividade). Os que estivessem fora das Séries A, B e C, disputariam Ligas Regionais, substituta da Série D. Todos concorreriam a um lugar na terceira divisão. Com o passar dos anos, poderia ser discutida até a criação da Liga Regional B, uma Série E do nacional.

Além disso, os clubes de menor investimento fariam parte das fases preliminares da Copa do Brasil, em que lutariam entre si para avançar e poder encontrar os grandes na reta final da competição. Os 28 que levassem a melhor nesta disputa se uniriam aos times da Série B na 1ª fase do torneio.  Na 4ª fase entrariam os times da Série A que não estivessem na Libertadores. E em seguida, nas oitavas, os times da competição continental passariam a participar do torneio.

De torcida apaixonada, com novo calendário, Remo não ficaria um semestre parado

O calendário ainda deixa folga considerável para que jogos de todas as divisões do nacional aconteçam quase em sua totalidade apenas nos fins de semana. Isso com paralisação nas datas Fifa. A divisão de elite ainda pararia para a preparação e disputa de Copa do Mundo, Copa América e Jogos Olímpicos.

Dinheiro para todos

Entre os debates suscitados sobre o tema, o principal envolvia a sobrevivência financeira dos pequenos sem as cotas de TV dos Estaduais. Bom, isso vale apenas para alguns estados mais fortes, ou alguém aí aposta que os direitos de transmissão do Campeonato Acreano valem o mesmo que os do Paulista?

O ideal seria a CBF deixar a organização das Séries A, B e até da C para ligas independentes, reduzindo custeio e gastos com premiação. Em contrapartida, a entidade cobraria uma “taxa” das cotas de TV das duas principais divisões para custear a Liga Regional, pagando taxas de arbitragem, manutenção de estádios e premiações.

Em 2012, por exemplo, foi pago R$ 1 bilhão aos clubes por esta maneira. Um calendário racional poderia fazer esse valor disparar, por exemplo, com venda de direitos para o exterior. Além disso, a CBF teria que mexer nos seus lucros astronômicos para bancar as divisões inferiores, assim com as divisões de base e futebol feminino, organizados porcamente na atualidade.

E claro, com um calendário mais racional, com clubes sabendo no início do ano por quanto tempo irão jogar, haveria menos dificuldade de obter recursos. As divisões de acesso poderiam se tornar atrativas a investidores, que aumentariam suas participações em cotas de patrocínio, por exemplo.

Confira proposta de calendário para o futebol brasileiro:

Férias: mês de dezembro (4 semanas).

Pré-temporada: mês de janeiro (4 semanas).

Campeonatos Nacionais – Séries A, B, C e Liga Regional: fevereiro a novembro – 43 fins de semana neste período.

Séries A – 20 times, pontos corridos em turno e returno – 38 datas
Competição parando em todas as data Fifa, além do período de preparação do Brasil para disputa da Copa do Mundo, Copa América e Jogos Olímpicos. Quatro rebaixados.

Série B – 22 times, pontos corridos em turno e returno – 42 datas
Competição parando durante a realização da Copa do Mundo e Copa América. Quatro rebaixados.

Série C – 32 times, duas chaves de 16 + hexagonal em turno e returno – 40 datas
Competição parando apenas durante a realização da Copa do Mundo e Copa América. Os quatro primeiros do hexagonal sobem. Os quatro últimos de cada chave são rebaixados.

Liga Regional – todos os demais times profissionais poderiam se inscrever. Seriam divididos obrigatoriamente em 8 blocos regionais, com os grupos necessários para adequá-los, de forma que todos permaneçam em atividade, no mínimo de fevereiro até setembro, em jogos apenas nos fins de semana (29 datas neste período). Em outubro e novembro (mais 8 datas) seriam definidos os oito acessos nos blocos com mais de um grupo.

Copa do Brasil: fevereiro a novembro – 43 meios de semana.

Times da Libertadores (6) entram nas oitavas de final, a partir de agosto.
Demais times da Série A (14) entram na 4ª fase, anterior as oitavas.
Times da Série B (22) entram na 1ª fase.

A 1ª fase teria mais 26 times. Estes seriam definidos em fases preliminares, que começariam em fevereiro, envolvendo todos os times da Série C mais os participantes nas Ligas Regionais.

Times da Libertadores – disputarão 8 datas no máximo.
Demais times da Série A – 10 datas no máximo.
Times da Série B – 16 datas no máximo.

Taça Libertadores: janeiro a julho.
16 datas – brasileiros teriam que discutir sua participação em número menor de datas do que utiliza a Conmebol atualmente (30)

Copa Sul-Americana: agosto a novembro.
10 datas – sugiro redução para 8, com fim da fase nacional. Clubes do país (5º ao 8º na Série A) entrariam nas oitavas de final.

Recopa Sul-Americana – julho.
2 datas

Copa Suruga Bank – agosto.
1 data – sugiro pressão dos clubes brasileiros e CBF para que a Conmebol abdicasse da disputa.

Anúncios

14 comentários sobre “Proposta de calendário para o futebol brasileiro

  1. Eu vejo como necessidade o fortalecimento dos estaduais.
    Eles devem ser a base do calendario.
    Ligas estaduais com divisões de 12 times, turno e returno, pontos corridos, e copas estaduais tipo FAcup
    Campeonatos regionais em mata-mata (3 ou 4 data) ao final da temporada
    Campeonato brasileiro em sistema de copa (com fase de grupos com 8 times classificados via regionais+8 via fase preliminar-de 64 times classificados via ligas e copas estaduais) sendo fase regional da libertadores
    Libertadores com fase final envolvendo times da Conmebol e da concacaf
    Melhor divisao das cotas de tv e patrocínios de competições (pelo menos 70% igual a todos)-isso sim seria a salvação dos menores
    Isso promoveria um calendario enxuto e atendendo aos interesses de grandes e pequenos…

  2. Muito boa ideia e explicação. Concordo sem ressalvas.

  3. Boa noite,estava lendo seu post ,sou a favor da volta do mata mata no brasileirão,e tem uma coisa q vejo ser pouco citada , e q acho q a longo prazo melhoraria o futebol no continente,a fusão da CONMEBOL com a CONCACAF,assim como tb acho q a fusão da OFC com a AFC melhoraria o futebol do outro lado do planeta,ja q desde q a Australia mudou-se pra AFC,a OFC perdeu a razão de existir…,outra coisa q nao concordo,e q no mundial de clubes times da America do Sul e da Europa sejam privilegiados entrando ja nas semi finais,deveriam entrar junto com os outros,o campeao devia ter vaga garantida,esse criterio tb devia valer na copa de seleções,alem de que,sou a favor dos continentais valerem vaga na Copa do Mundo,pra torneios internacionais,sou a favor do uso de coeficientes como os da UEFA(Eu usaria criterios diferentes dos la adotados,mas acho justo usar calculos para distribuir vagas),tanto pra Clubes,quanto pra seleções(no caso da Copa do Mundo),tb sou a favor da volta da Copa dos Campeões pra haver uma valorizaçcão dos estaduais,e assim,um time vencendo o estadual,poder disputar um torneio classificatorio pra Libertadores,tb sou a favor de haver um torneio de nivel mundial de segundo escalão,a Copa das Confederações de Clubes(substituindo a Copa Suruga),para ser disputada em paralelo ao Mundial de Clubes,valendo uma vaga no Mundial do ano seguinte,tb sou a favor de uma Recopa Mundial,disputada no pais sede dos 2 torneios acima citados entre os campeoes dos respectivos torneios,segue o calendario

    Calendario Nacional

    *Janeiro:Pre-temporada

    *Fevereiro:Super Copa:Sempre disputada nas quartas feiras,os campeoes do ano anterior da Super Copa,da Copa do Brasil,do Brasileiro,e da Copa dos Campeoes,esses 4 jogam semi finais e final entre si em ida e volta,mandos de campo definidos por sorteio,assim como confrontos,empate no placar agregado penaltis,caso um time abrace 2 vagas,entra ja na final,abraçando 3,final ja automatica,disputada em melhor de 3(2 na casa do q abraçou 3 vagas,e a primeira na casa do q pegou uma vaga),e caso um time ganhe os 4 torneios classificatorios,ja tem o titulo automatico do ano seguinte,vencedor desse torneio vai pra Libertadores do ano seguinte

    *Março-Abril:Copa dos campeoes:Participam 2 times do estado-sede(campeao e vice do ano anterior),o campeao dos demais estados do ano anterior,e os clubes que disputaram a Super Copa,fechando 32 clubes,torneio todo em mata mata e jogo unico no estado sede,empate penaltis,campeao vai pra Libertadores do ano seguinte

    *Fevereiro-Junho:Copa do Brasil:Com 288 clubes,os 32 que participaram da Copa dos Campeões entram apenas na quarta fase,juntando-se com os 32 remanescentes das fases anteriores(primeira fase com 256 clubes),as 2 primeiras fases seriam diluidas em metade da rodada pra cada semana,nao haveria gol fora nem eliminar o jogo de volta,

    *Fevereiro-Maio:Estaduais:Todos seguindo a mesma formula,12 clubes,turno unico todos x todos,classificam os 4 primeiros pras semi finais,em jogos de ida e volta,com a volta na casa do melhor,que joga por empate,campeao vai pra Copa dos Campeoes do ano seguinte

    *Junho-Julho(Primeira semana)-Datas FIFA

    *Julho-Dezembro:Brasileiro:20 clubes,turno unico,mais uma rodada extra de classicos,fechando assim 10 jogos em casa e 10 fora pra cada clube,os 8 primeiros classificam pro mata mata,em ida e volta,com o melhor jogando por empate agregado,e decidindo em casa,campeao e vice vão pra Libertadores,3 e 4 pra Pan Americana(q substituiria a Sul Americana),campeao garantiria tb vaga na Super Copa,e na Copa dos Campeoes do ano seguinte,os 4 piores da primeira fase caem

    Calendario Continental(Clubes)

    *Fevereiro-Outubro:Libertadores:Juntando Conmebol e Concacaf teriamos 51 paises filiados a PAFC(Pan American Football Confederation),para determinar a distribuição de vagas,seria calculado um coeficiente considerando o historico dos paises na Libertadores atual,e na Concacaf,o maximo que um pais poderia ter na Libertadores,seriam 5 clubes classificados diretamente a fase de grupos por torneios nacionais,e outros 3 diretamente pela propria Libertadores,pela Pan Americana,e pela Recopa,assim,tendo no maximo 8 clubes para um unico pais,evitando confrontos nacionais na fase de grupos.Para o calculo do coeficiente,seriam considerados aqueles paises que ja tiveram clubes na final de um dos campeonatos,o campeao teria peso 2,o vice 1,a Conmebol peso 2,Concacaf 1,alem de que o numero da edicao determinaria o peso do torneio,se esse criterio fosse usado ja em 2015(supondo q a final 2014 de San Lorenzo x Defensor,e o San Lorenzo vença),Brasil e Argentina teriam 5 vagas diretas na fase de grupos,Mexico teria 4 diretas e uma na repescagem,Uruguai,Paraguai,Chile,Colombia,Equador,Costa Rica,e EUA,teriam direito a uma vaga direta na fase de grupos,e 1 na fase de repescagem,Honduras e Suriname,teriam direito a 1 vaga na Repescagem,e outra na Pre repescagem,Peru,Trinidad,Guatemala,e El Salvador,teriam uma vaga na repescagem,Porto Rico,1 vaga na segunda fase,Curaçao,Haiti,Bolivia,Venezuela,e Panama,cada 1 teria uma vaga na Primeira fase,os demais paises(29 restantes),se dividiriam em 2 grupos de acordo com o historico na Concacaf,os 3 melhores entrariam nas oitavas da seletiva da Libertadores,os 26 piores,jogariam a primeira fase,torneio todo em mata mata,os times eliminados iriam se classificando pra Copa Pan Americana,o campeao da seletiva,iria pra primeira fase da Libertadores,com os previamente classificados,os vencedores dessa fase,disputariam a segunda com os pre classificados,perdedores iriam pra CPA,os vencedores da segunda,iriam pra Pre Repescagem,os perdedores,pra CPA,os vencedores da Pre repescagem,iriam pra Repescagem,os perdedores pra CPA,os vencedores iriam pra fase de grupos,e os perdedores pra CPA,depois,a fase de grupos seria sorteada de modo a evitar confrontos nacionais na primeira fase,e evitar jogos de muito longa distancia,a partir das oitavas,teriamos o mesmo regulamento da atual Libertadores,mas sem o gol fora,e sem a prorrogação na final,empate e penaltis,campeão vai pro mundial do mesmo ano,pra Libertadores,e pra Recopa do ano seguinte,ate a pre repescagem,todas as fases sao disputadas antes da parada pras datas FIFA,da repescagem em diante,tudo depois das datas FIFA

    *Julho-Outubro:Copa Pan Americana,os 43 clubes que não atingiram a fase de grupos da Libertadores,mais 1 de cada pais que ja foi finalista da Libertadores ou da Concacaf(19 no total),mais 1 BR e 1 argentino devido aos coeficientes,totalizando 64 clubes,torneio todo em mata mata,quem for campeão vai pra Libertadores e Recopa do ano seguinte,e pra Copa das Confederações de clubes do mesmo ano

    *Julho:Recopa:Mesmo modelo atual,pra ser disputada durante a repescagem da Libertadores,campeao garante vaga na Libertadores do ano seguinte

    Calendario Mundial(Clubes)

    *Mundial de clubes(Dezembro)-7 clubes,os 4 campeoes continentais(Lembrando q teriamos fusao das Americas,e tb fusao de Asia e Oceania),mais o campeao do pais sede,o atual campeao,e o campeao da Copa das Conf de clubes do ano anterior,o vencedor da Recopa de clubes do ano anterior,entraria ja nas semi finais do torneio,os demais,jogariam as quartas,os 3 vencedores se juntariam a esse clube,campeao garante vaga no mundial do ano seguinte,e na Recopa de clubes do mesmo ano

    *Copa das Confederações de Clubes(Dezembro)-Com 5 clubes,Paralela ao mundial,no mesmo pais sede do mundial,iriam os 4 campeoes dos torneios secundarios dos continentes,(CPA,UEL,etc),mais o campeao do torneio secundario do pais sede(por ex no Brasil,o campeao da Copa do BR),o clube do pais sede,o clube do continente sede,e o clube do continente com o maior coeficiente,iriam direto as semi finais,os 2 restantes jogariam um mata mata entre si,quem vencesse iria as semi finais,os vencedores fariam a final,quem vencesse iria ao Mundial do ano seguinte,e a Recopa de Clubes do mesmo ano

    *Recopa de clubes(Dezembro):Jogo unico no pais sede entre o campeao da Copa das Conf e do Mundial,o vencedor,entraria nas semi finais do mundial do ano seguinte,o perdedor nas quartas

    Calendario de selecoes

    *Copa America:Sempre no ano seguinte a Copa do Mundo,contaria com 16 seleções,3 delas ja estariam na fase de grupos,a selecao do pais sede,o atual campeao,e o campeao das eliminatorias da Copa do Mundo anterior,4 seleções entrariam na segunda fase das eliminatorias da Copa America,enquanto 44,disputariam a primeira fase das eliminatorias da Copa America,a partir da fase de grupos,seriam 4 grupos de 4 seleções,onde as 2 primeiras de cada iriam as quartas de final,depois semi finais,e final,campeão garantiria vaga na Copa do Mundo,e na Copa das Confederações

    *Eliminatorias da Copa America:Como ja dito antes,4 seleções entrariam na segunda fase das eliminatorias,do vice ao quarto da Copa America,e o vice das eliminatorias pra Copa do Mundo,os outros 44,jogariam mata mata entre si,os 22 vencedores iriam pra segunda fase das eliminatorias,os 22 perdedores,disputariam sobrevida nas eliminatorias da Copa do Mundo,na segunda fase,seriam 26 seleções,os 13 vencedores iriam pra fase de grupos da Copa America,nas 2 primeiras fases das eliminatorias,os jogos seriam em ida e volta

    *Eliminatorias pra Copa do Mundo:As 22 seleções derrotadas entre as 44 que jogam a primeira fase das eliminatorias da Copa America,se enfrentam de novo,as 11 vencedoras avançam,as 11 perdedoras tão fora da Copa do Mundo,enquanto as 22 perdedoras da primeira fase se enfrentam,as 26 seleções da segunda fase das eliminatorias da C.A se enfrentam,as 13 perdedoras,se juntam as 11 vencedoras,essas 24 seleções se enfrentam em ida e volta durante as 2 primeiras rodadas da Copa America,as 12 remanescentes se enfrentam em ida e volta durante a terceira rodada e as quartas da Copa America,as 6 remanescentes se juntam com as 12 eliminadas na fase de grupos e nas quartas de final,em paralelo as semi finais e final da C.A,as 9 vencedoras,se juntam com as 3 nao campeas entre as semi finalistas,no ano das olimpiadas,em junho,as 12 seleções remanescentes são divididas em 2 grupos de 6,turno e returno,as 3 primeiras de cada grupo,vão direto pra Copa do Mundo,durante a Copa das Conf(1 ano antes da Copa do Mundo,no pais sede da Copa),as quartas colocadas jogam um mata mata entre si,quem vencer,vai pra Copa,as primeiras tb se enfrentam,mas pra fazer a final das eliminatorias,quem vencer,ta na fase de grupos da proxima Copa America,quem perder,na segunda fase das eliminatorias da C.A

    *Copa do Mundo:Mesmo regulamento de hj,mas com coeficientes como os da UEFA pra determinar as vagas de cada continente,o teto das eliminatorias seria de 11 vagas por continente,pra fechar no maximo 16 seleções,e assim,evitar de haver mais de 2 seleções do mesmo continente no mesmo grupo,seriam 24 vagas por eliminatorias,4 vagas por torneio continental(1 pra cada CONF,lembrando q haveriam as fusoes das Americas,e da Asia com Oceania),e 4 vagas previas(1 pro atual campeao,1 pro campeao da Copa das Conf anterior a ultima,1 pro campeao da Recopa anterior a ultima,e 1 pro pais sede,por exemplo,se isso valesse pra 2018,teriamos ja na copa,Alemanha,pela Copa 2014,Russia,por ser a sede,e Brasil,pela Copa das Conf 2013,e Espanha,pela RMS 2012(supondo que isso ja existisse…)),mais as 4 vagas pros campeoes continentais,as outras 24 vagas,pelos calculos q fiz seriam 12 pra Europa,7 pra America,3 pra Africa,e 2 pra Asia/Oceania

    *Copa das Conf: 8 selecoes,mesma formula de disputa de hj,o atual campeao da Copa do Mundo,da CDC,os 4 campeoes continentais,e mais o vencedor da Penultima Recopa Mundial de seleções,o vencedor iria pra RMS seguinte,e pra Copa do Mundo depois da proxima,ja q pra proxima,todos ja iriam classificados

    *Recopa Mundial de selecoes:Disputada em jogo unico,em junho do ano das olimpiadas,no pais sede da Copa Anterior,entre os atuais Campeoes da Copa do Mundo,e da Copa das Conf,quem vencer vai pra Copa das Conf posterior a proxima,e pra Copa do Mundo posterior a proxima

  4. Baseado no ano de 2015, assim seria o esboço do calendário brasileiro:

    02 a 31/01 – Pré-temporada
    25/01 – Supercopa do Brasil / Estaduais
    28/01 – Recopa Sulamericana (ida)
    01/02 – Brasileirão: série A (1) / Estaduais
    04/02 – Recopa Sulamericana (volta)
    08/02 – Brasileirão: série A (2), série B (1) / Estaduais
    11/02 – Libertadores (1) / Sulamericana (1ª fase) / Copa do Brasil (1ª fase)
    15 a 18/02 – Carnaval
    22/02 – Brasileirão: série A (3), série B (2) / Estaduais
    25/02 – Libertadores (2) / Sulamericana (1ª fase) / Copa do Brasil (1ª fase)
    01/03 – Brasileirão: série A (4), série B (3), série C (1) / Estaduais
    04/03 – Brasileirão: série A (5), série B (4)
    08/03 – Brasileirão: série A (6), série B (5), série C (2) / Estaduais
    11/03 – Libertadores (3) / Sulamericana (2ª fase) / Copa do Brasil (2ª fase)
    15/03 – Brasileirão: série A (7), série B (6), série C (3) / Estaduais
    18/03 – Libertadores (4) / Sulamericana (2ª fase) / Copa do Brasil (2ª fase)
    22/03 – Brasileirão: série A (8), série B (7), série C (4) / Estaduais
    29/03 – Brasileirão: série B (8), série C (5) / Estaduais
    23/03 a 01/04 – Data FIFA
    05/04 – Brasileirão: série A (9), série B (9), série C (6) / Estaduais
    08/04 – Libertadores (5) / Sulamericana (3ª fase) / Copa do Brasil (3ª fase )
    12/04 – Brasileirão: série A (10), série B (10), série C (7) / Estaduais
    15/04 – Libertadores (6) / Sulamericana (3ª fase) / Copa do Brasil (3ª fase)
    19/04 – Brasileirão: série A (11), série B (11), série C (8) / Estaduais
    22/04 – Brasileirão: série A (12)
    26/04 – Brasileirão: série A (13), série B (12), série C (9) / Estaduais
    29/04 – Libertadores (8ª final) / Sulamericana (8ª final) / Copa do Brasil (4ª fase)
    03/05 – Brasileirão: série A (14), série B (13), série C (10) / Estaduais
    06/05 – Libertadores (8ª final) / Sulamericana (8ª final) / Copa do Brasil (4ª fase)
    10/05 – Brasileirão: série A (15), série B (14), série C (11) / Estaduais
    13/05 – Brasileirão: série A (16)
    17/05 – Brasileirão: série A (17), série B (15), série C (12) / Estaduais
    20/05 – Libertadores (4ª final) / Sulamericana (4ª final) / Copa do Brasil (5ª fase)
    24/05 – Brasileirão: série A (18), série B (16), série C (13) / Estaduais
    27/05 – Libertadores (4ª final) / Sulamericana (4ª final) / Copa do Brasil (5ª fase)
    31/05 – Brasileirão: série A (19), série B (17), série C (14) / Estaduais
    01/06 a 10/06 – Data FIFA
    07/06 – Brasileirão: série B (18), série C (15) / Estaduais
    14/06 – Brasileirão: série B (19), série C (16) / Estaduais
    15/06 a 12/07 – Recesso para preparação e realização da Copa América
    19/07 – Brasileirão: série A (20), série B (20), série C (17)
    22/07 – Copa do Brasil (8ª final)
    26/07 – Brasileirão: série A (21), série B (21), série C (18). série D (1)
    29/07 – Libertadores (Semfinal) / Sulamericana (Semifinal)
    02/08 – Brasileirão: série A (22), série B (22), série C (19). série D (2)
    05/08 – Libertadores (Semfinal) / Sulamericana (Semifinal)
    09/08 – Brasileirão: série A (23), série B (23), série C (20). série D (3)
    12/08 – Copa do Brasil (8ª final)
    16/08 – Brasileirão: série A (24), série B (24), série C (21). série D (4)
    19/08 – Libertadores (1ª Final) / Sulamericana (1ª Final)
    23/08 – Brasileirão: série A (25), série B (25), série C (22). série D (5)
    26/08 – Sulamericana (2ª final)
    29/08 – Libertadores (2ª Final)
    30/08 – Brasileirão: série A (26), série B (26), série C (23). série D (6)
    31/08 a 09/09 – Data FIFA
    06/09 – Brasileirão: série B (27), série C (24). série D (7)
    13/09 – Brasileirão: série A (27), série B (28), série C (25). série D (8)
    16/09 – Copa do Brasil (4ª final)
    20/09 – Brasileirão: série A (28), série B (29), série C (26). série D (9)
    23/09 – Brasileirão: série A (29),
    27/09 – Brasileirão: série A (30), série B (30), série C (27). série D (10)
    30/09 – Copa do Brasil (4ª final)
    04/10 – Brasileirão: série A (31), série B (31), série C (28). série D (4ª final)
    05 a 14/10 – Data FIFA
    11/10 – Brasileirão: série B (32), série C (29). série D (4ª final)
    18/10 – Brasileirão: série A (32), série B (33), série C (30). série D (Semifinal)
    21/10 – Copa do Brasil (Semifinal)
    25/10 – Brasileirão: série A (33), série B (34), série C (Semifinal). série D (Semifinal)
    28/10 – Brasileirão: série A (34),
    01/11 – Brasileirão: série A (35), série B (35), série C (Semfinal). série D (Final)
    04/11 – Copa do Brasil (Semifinal)
    08/11 – Brasileirão: série A (36), série B (36), série C (Final). série D (Final)
    09 a 18/11 – Data FIFA
    15/11 – Brasileirão: série B (37), série C (Final)
    22/11 – Brasileirão: série A (37), série B (38)
    25/11 – Copa do Brasil (1ª Final – caso clube esteja envolvido no Mundial de Clubes)
    29/11 – Brasileirão: série A (38)
    30/11 – Inicio Férias
    02/12 – Copa do Brasil (2ª Final – caso clube esteja envolvido no Mundial de Clubes ou 1ª Final)
    06/12 – Copa do Brasil (2ª Final)
    09 a 20/12 – Mundial de Clubes

  5. Como a moda é montar um calendário, fiz um esboço muito parecido com o do blog:
    A minha proposta seria de que os clubes das séries A e B (20 clubes cada) e C (32 clubes divididos regionalmente em 2 grupos de 16 clubes) não jogam os estaduais. A série D seria a extensão dos estaduais. A fórmula das séries A e B continuariam as mesmas, pontos corridos, rebaixando 4 times da série A para a B, em conseqüência disso subindo 4 clubes da B para a A. Da série B para a C desceriam 6 clubes. A série C seria disputada em 2 grupos de 16 clubes onde os 2 primeiros de cada grupo disputariam o título da mesma e conseqüente acesso a série B, e os 3º e 4º de cada grupo fariam uma repescagem para disputa das 2 outras vagas para a série B. Da série C rebaixariam os 4 últimos de cada grupo, totalizando 8 clubes.

    A primeira fase da série D seriam os estaduais na sua primeira fase que seria disputado no primeiro semestre. A sua fase final ou nacional seria composta por 48 clubes (8 grupos de 6 clubes), sendo assim sua composição: 27 campeões estaduais + 13 vice-estaduais dos estados melhores rankiados + 8 clubes rebaixados da série C do ano anterior. Os 8 campeões de cada grupo já subiram automaticamente para a série C e fariam um mata-mata para saber o campeão da série D.

    Para não deixar que os clubes que não se classificaram para a fase nacional da série D parados no segundo semestre, se fariam as copas estaduais que seriam classificatórias para a Copa do Brasil do ano seguinte.

    A Copa do Brasil poderia ter 190 clubes, isso mesmo, 190 clubes. A sua composição seria a seguinte:
    20 clubes da série A;
    20 clubes da série B;
    32 clubes da serie C;
    48 clubes da série D do ano anterior;
    27 campeões das copas estaduais;
    23 clubes classificados pelo ranking nacional de clubes.
    Totalizando 190 clubes.

    O organograma da Copa do Brasil seria o seguinte:
    1ª fase – 176 clubes;
    2ª fase – 88 clubes vencedores da 1ª fase;
    3ª fase – 44 vencedores da 2ª fase + 4 desclassificados da 1ª fase da sulamericana: 48 clubes;
    4ª fase – 24 clubes vencedores da 3ª fase;
    5ª fase – 12 clubes vencedores da 4ª fase;
    8ª final – 6 clubes vencedores da 5ª fase + 10 clubes (6 da Libertadores + 4 classificados da 1ª fase Sulamericana);
    4ª final
    Semi final
    Final.

    As competições sulamericanas (Libertadores e Sulamericana) seriam disputadas de fevereiro a agosto, sendo as mesmas disputadas de forma simultâneas. A Libertadores continuaria com a mesma fórmula, porém sem a pré-Libertadores. A CBF poderia reivindicar 6 vagas diretas para a Libertadores (campeão da Copa do Brasil e os 5 melhores da série A), sendo que quando o campeão da Libertadores for brasileiro, o 5º lugar perde a vaga; assim como também se o campeão da Sulamericana for brasileiro pode ocorrer o mesmo, do 5º lugar perder a sua vaga; e se caso 2 times brasileiros conquistem tanto a Libertadores como a Sulamericana, o 4º e o 5º do Brasileirão perdem as vagas para Libertadores. Para a Sulamericana poderiam ser as 8 vagas já existentes do Brasileirão. A Sulamericana poderia ser disputada por 64 clubes, sendo desde a primeira fase na fórmula de mata-mata. A sua primeira fase seria nacional (8 clubes). A partir das 8ª de final da Sulamericana entrariam os 8 terceiros colocados da Libertadores. A final da Libertadores poderia ser disputada em um sábado.

  6. Parabéns Bruno, por levantar o assunto e sugerir ideias. Quanto às sugestões de campeonatos, achei boas, sendo bem melhores que as que estão em vigor hj. Inclusive, por mto tempo, pensei em algo mto parecido com o que vc propôs. Só q na minha opinião, Série A teria 20 clubes, Série B, já contaria com os 32 clubes, divididos em 2 grupos regionalizados e as Ligas Regionais que se referiu, representariam a Série C. Na minha opinião, cada região geográfica formaria uma liga com 16 clubes, com o campeão de cada uma subindo pra Série B. Os campeonatos estaduais continuariam e cada campeão subiria pra liga regional a q seu estado pertencesse.
    No entanto, pensava assim. Hoje penso que talvez deveríamos valorizar mais nossa cultura, não só do Brasil, mas das Américas, como dito em um comentário aqui msm. Podem reparar, os campeonatos em quase toda a América são divididos em fases, sendo alguma delas eliminatórias. No Brasil foi assim por mto tempo. Não penso em voltar aos anos 70 onde chegamos a ter 90 times disputando o campeonato, mas seria mto bom que todas as regiões fossem contempladas. É mto irritante, ver atualmente um Guaratinguetá, Boa, Oeste, Macaé, Barueri, disputando as Séries Nacionais, enquanto, times tradicionais, de estados tradicionais, não disputam nada. Remo, Nacional/AM, CSA, Londrina, Mixto, Desportiva, Moto Clube… Estes clubes são tradicionais. Deveriam estar no lugar dos primeiros! Quem sabe um campeonato com mais times, disputado em fases, não chamaria mais atenção do público? Antes de falarem que estou louco, penso tbm que devemos copiar a Europa. Mas apenas nos quesitos, Gestão do Esporte, Valorização do Produto, e Qualificação dos Profissionais que trabalham no esporte. Apenas isso! Outros aspectos fogem de nossa realidade. Penso que uma fórmula parecida com a do campeonato de 1993 seria uma boa. Dê uma olhada e me diz o que pensa. E mais uma vez parabéns pela iniciativa.

  7. Esse é o detalhe, a CBF e as federações estaduais não fazem nada pelo crescimento dos clubes, apenas organizam as competições e lucram com isso. Esses tipos de entidades, na minha opinião, não deveriam ter lucro e sim promover e desenvolver o esporte, no caso o futebol. Por que as federações não adequam os estádios dos pequenos clubes possibilitando assim que estes recebam jogos e criem receitas? Falta vontade amigo!!! Vamos continuar a discussão sadia, quem sabe alguém nos ouve!!! Abs

  8. Alex,
    no modelo atual infelizmente os pequenos clubes não resistiriam, com certeza. É preciso rever muita coisa.
    Reconheço a utopia, mas entendo que a CBF precisa passar parte das cotas de TV das Séries A e B para o custeio de competições como a Liga Regional.
    As equipes desta competição não precisariam pagar taxas de arbitragem, custos operacionais de estádios, entre outras despesas.
    Só em cotas de TV foram distribuídos R$ 1 bilhão de reais em 2012. Além disso, em 2011, a CBF lucrou R$ 73,6 milhões. Esse dinheiro poderia ser revertido em custeio para um torneio deste, para organizar torneios de base e também o futebol feminino.

  9. Ótima idéia, mas os pequenos mal conseguem se sustentar jogando estaduais, como jogariam regionais? Quem ajudaria nesses custos? Não penso em fim dos estaduais. Por que os times de libertadores e copa sul americana jogam copa do brasil? A proposta é muito boa, mas alguns pontos devem e podem ser discutidos. Na minha opinião! Parabéns Bruno Guedes, precisamos de cabeças pensantes como a sua!!!

  10. Gustavo,
    a Libertadores e a Sul-Americana correndo juntas, talvez de março até outubro, seria sensacional, sem dúvida.

    Quando a parte que você não entendeu, a Conmebol usa 30 datas do calendário para a Libertadores, mas o campeão faz apenas 16 jogos. Isso porque cada rodada da fase de grupos é mais espalhada. O ideal seria os brasileiros, ao adequarem seu calendário, pressionarem a entidade para que a tabela do torneio fosse mais organizada também.

  11. Eu só acho que a Sulamericana deveria acontecer em paralelo à Libertadores, como é a UEFA League / Champions League.

    E não entendi essa parte:
    16 datas – brasileiros teriam que discutir sua participação em número menor de datas do que utiliza a Conmebol atualmente (30)

    Como assim?

  12. Qualquer proposta que haja torneio regional e estadual para os grandes clubes, principalmente os que disputam a Série A nunca irá me agradar.

    Brasileiro, Sul-Americana, Libertadores e Copa do Brasil distribuídas por toda a temporada..iniciando em janeiro e terminando em novembro…além, claro, do cancelamento das rodadas de primeira divisão em datas FIFA.

  13. Achei que é uma boa proposta.
    Acho que que temos que pensar em se equiparar o calendário com a Europa, Não defendo se moldar a temporada que começa no meio do ano, como eles fazem. Mais sim estudar uma melhor forma das janelas serem juntas e evitar esse desastre que acontece todo ano, com os time de menor estrutura financeira perdendo destaques ou jogadores importantes.
    Outro ponto interessante a debate em sua proposta é o papel dos estaduais: mtos alegam que é o que mantem os times pequenos ativos, de certa maneira estão certos. mais existe algo mais obscuro por trás disso: para longe de sustentar os times pequenos, os estaduais sustentam mtoos cartolas e relações obscuras no futebol brasileiro: por isso continua e mtos querem ampliar as datas disponíveis(Marco Polo).
    Acho que tem que se pensar em uma formula detalhada de como organizar campeonatos para os pequenos times, mais o estaduais não podem continuar.

    Sobre o brasileirão, já fui mais simpático aos pontos corridos, hoje acho que seria melhor se tivéssemos semi-finais(1ºx4º/2ºx3º), com vantagem de empate para melhores campanhas. Mais não defendo com certeza que seja o melhor, mais acho que nós latinos americanos gostamos de emoção, é cultural. rs

    Mais achei mto boa a proposta de calendário.

  14. Bruno, bem pensado, elaborado e apresentado. Muito legal!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s