Um Vasco para recomeçar

Já virou tradição. Desde o fim de 2009, no primeiro ano de atividade do Rivais do Rio, faço uma análise do elenco atual do Vasco e sugiro reforços para a temporada seguinte. Como o blog não está mais em atividade, farei esta publicação aqui no Quatro Linhas. Para 2014 a missão não é fácil, já que pela primeira vez desde que me propus a essa tarefa, o pensamento será voltado para montar um elenco para a Série B.

O cenário é de crise financeira e administrativa, por isso, não pensei em nenhuma loucura. Claro, que se a diretoria enfim conseguir se organizar e desbloquear todas as receitas passadas e futuras, a situação melhora consideravelmente e o nível dos reforços poderia subir. Por ora, todas as sugestões passam por jogadores relativamente baratos, ou em fim de contrato. Alguns deles poderiam estar disponíveis por empréstimo.

Para o próximo ano, claro que a prioridade é a Série B, não há menor dúvida, nem mesmo com a Copa do Brasil adianta se preocupar. A outra competição do ano, o Campeonato Carioca, poderia ser deixada de lado pelo menos na primeira metade. A ideia é que o Estadual fosse utilizado como teste de jovens jogadores e de alguns reforços de menor expressão. Enquanto isso, o elenco principal faz uma pré-temporada maior, e se prepara fisicamente para aguentar o tranco na segundona.

> LEIA TAMBÉM: Proposta de calendário para o futebol brasileiro

Por enquanto, claro, tudo fica no papel, mas é bom que a atual diretoria já pense em 2014 – aliás, já deveria estar pensando faz tempo, quando o time ainda brigava para ficar na elite do futebol nacional. Enquanto isso, fica a análise do elenco e as sugestões de reforços (ao lado do nome do jogador, o mês e o ano do término de seu contrato).

GOLEIROS

Alessandro – dez 2015
Jogador trazido pelo badalado Rodrigo Caetano e que nunca mostrou a que veio. Servia quando era reserva do Fernando Prass, mas nem entrava em campo. Foram necessários três anos para descobrirmos suas limitações, que não são poucas. BARCA!

Michel Alves – dez 2014
Chegou no início do ano para ser titular e nunca se firmou. De bom goleiro revelado pelo Juventude, virou jogador inseguro. Não poderia ir além de reserva no Vasco neste seu segundo e último ano de contrato. É difícil imaginar o clube conseguindo negociá-lo. ESPERA.

Diogo Silva – mai 2016
Outro que ficou muito tempo na reserva e quando precisou jogar foi desastroso. Não tem porte de goleiro e pela idade (27 anos), provavelmente, evoluirá pouco. BARCA!

Jordi – set 2016
Para muitos, inclusive para mim, deveria ter virado titular a partir do jogo contra o Goiás, pela Copa do Brasil, mesmo vindo de lesão e sendo jovem. É um goleiro promissor, que em pouco tempo pode assumir a titularidade do Vasco. Hoje, poderia ser um reserva imediato. FICA!

Diego – dez 2014
Atleta da base que herdou a posição de Jordi nos juniores. Precisa ser bem avaliado e testado já que está no último ano de contrato. Poderia ser utilizado no Campeonato Estadual. ESPERA.

PARA 2014: A posição é muito complicada, já que bons nomes estão sob contrato. Uma opção é o uruguaio Martín Silva, ex-Olimpia, atualmente sem clube. Outra seria Bruno, que está deixando o Palmeiras com o fim de seu contrato. O primeiro poderia vir e tranquilamente virar titular. O segundo disputaria posição com Jordi. Outra possibilidade para o banco, mas de difícil acerto, seria o jovem Tiago Volpi, que subiu neste ano com o Figueirense.
* Posteriormente a publicação do texto, apareceram algumas sugestões, como Gomes, reserva do Tottenham, e Marcelo Lomba, do Bahia, que me parecem caros para o Vasco.

LATERAIS DIREITOS

Fágner – dez 2013
Ótimo em 2011 e horripilante em 2013. A segunda passagem  pelo Vasco do lateral fica marcada pelo mau desempenho em quase todos os jogos que fez. Ficou titular pela absoluta falta de concorrência. A ausência de opções no mercado, no entanto, faz pensar na possibilidade de uma conversa antes do retorno ao Wolfsburg para avaliar a vontade do jogador em ficar e ajudar. Estando afim de jogo, talvez pudesse acontecer uma prorrogação de empréstimo. ESPERA.

Nei – jan 2016
Uma das piores contratações do ano, por incrível que pareça. Conseguiu errar quase tudo o que tentou durante um ano. Mostrou limitações que fizeram duvidar de seu status de jogador profissional. Não há menor condição de permanecer. O problema agora é encontrar clube disposto a contratá-lo. BARCA!

Max (emprestado ao Paysandu) – jul 2016
Promessa revelada pelo clube e com bom desempenho na base, nunca conseguiu se firmar no time profissional e começou a ser emprestado para diversos clubes. Neste ano jogou pouco na Série B pelo Paysandu, que acabou rebaixado. Deveria ser testado durante o estadual. ESPERA.

Elsinho (emprestado ao América-MG) – dez 2013
Bom jogador, veloz e habilidoso, não conseguiu se firmar no Vasco e acabou repassado para o América Mineiro. O Vasco tem até dezembro para exercer o direito de compra junto ao Figueirense. Poderia ser feita proposta envolvendo alguns jogadores indesejados, para tentar uma negociação com o time catarinense. Com a saída de Fágner, na minha opinião tem bola para ser titular. FICA!

PARA 2014: Achar bom lateral direito disponível não é tarefa simples, por isso, pensar em tentar ficar com Fágner e Elsinho não é nenhum absurdo. Sem eles, Vasco poderia avaliar Suéliton, que teve bom ano no Criciúma, para o time titular. Patrick, jovem que pertence ao América Mineiro e estava emprestado ao Betim, poderia ser opção para compor elenco.

ZAGUEIROS

Jomar – jul 2015
Irregular, até por ser um jovem de 21 anos, merece crédito por ter tido várias boas atuações. Precisa pegar experiência e ser bem orientado. Não deverá se tornar um Dedé, mas está longe de ser um mau zagueiro. Pode até ser titular na Série B, ou ser opção de banco. FICA!

Luan – jul 2015
Melhor zagueiro do atual elenco do Vasco. Tão jovem quanto Jomar, não sentiu tanto a pressão quando foi titular. Inexplicavemente, jogou pouco na reta final. Técnico e bom cabeceador, para mim, tem lugar cativo no 11 que começará a disputa da Série B no próximo ano. FICA!

Cris – dez 2013
Chegou em decadência e conseguiu terminar o ano no fundo o poço. Começou com atuações bizarras e depois até falhou menos, mas comprometeu em diversos momentos importantes. Além de tudo, tem salário alto. Hoje, é absolutamente dispensável. BARCA!

Renato Silva – dez 2014
Outro que não tem mais condições de atuar por uma grande equipe. Lento e com dificuldades de se posicionar corretamente, não chega a ser uma bomba-relógio, mas dificulta a formação de um sistema defensivo sólido. Duro é imaginar algum interessado na sua contratação, então o negócio é conversar sobre rescisão. BARCA!

Rafael Vaz – jun 2016
Chegou com banca de boa contratação, mas dentro de campo mostrou ser bom zagueiro-artilheiro no momento em que o Vasco precisava de zagueiro-zagueiro. É acusado de abusar na vida noturna. Além disso, toda a história envolvendo sua contratação parece estranha. Não faria falta ao elenco e poderia ser negociado tranquilamente. BARCA!

Rodolfo – jul 2014
Zagueiro que conviveu com lesões desde sua chegada, vive situação parecida com a de Renato Silva. Difícil confiar que vai voltar a jogar bom futebol. Como tem contrato até julho, talvez merecesse algumas chances em jogos amistosos e do estadual. ESPERA.

André Ribeiro – dez 2013
Jogador que chegou ao Vasco depois de ser dispensado pelo Novo Hamburgo, do Rio Grande do Sul. Inexplicavelmente, virou titular do time, até ser defenestrado por falhas bizarras atrás de outras. Passou uns nove meses treinando em separado e agora deve deixar o clube. BARCA!

PARA 2014: Interessante seria trazer um jogador para atuar ao lado de Luan. Se a intenção fosse dar mais experiência, seria possível trazer dois nomes para a posição. No mercado, Jardel, do Benfica, e Rhodolfo, que pertence ao São Paulo e jogou o BR-13 pelo Grêmio, poderiam ser opções por empréstimo. Gabriel Achillier, do Emelec, Ferron, da Ponte Preta, e Rafael Lima, da Chapecoense, também seriam bons nomes, para serem contratados em definitivo.

LATERAIS ESQUERDO

Yotún – dez 2013
Chegou como grande reforço, contratado por empréstimo junto ao Sporting Cristal, mas não vingou. Jogador muito limitado, com muita deficiência na marcação, comprometeu em diversos momentos. BARCA!

Henrique – set 2016
Uma das grandes surpresas da temporada. Jogador firme, de bom toque de bola, ganhou a posição sem muita dificuldade, mas convocações para a seleção brasileira sub-20 e lesões, atrapalharam seu desempenho e o tiraram da reta final do Brasileirão. FICA!

Dieyson – jul 2014
Jovem de boa qualidade técnica, mas que não conseguiu se firmar. É um dos atletas da base que precisa ser trabalhado psicologicamente e taticamente, visando o ano de 2014. FICA!

Lucas Toledo – mar 2014
Reserva de Dieyson na conquista da Taça BH de juniores, é jogador considerado talentoso, mas tem contrato acabando no primeiro trimestre do ano. Precisa ser avaliado rapidamente, e sua renovação acertada, de preferência. ESPERA.

Lorran
Lembrança do colega Raphael Zarko, é lateral-esquerdo e capitão da equipe  sub-17.  “Foi convocado, mas cortado na véspera do Mundial sub-17. Já está à frente de Dieyson para comissão técnica e vai passar Henrique em pouco tempo. É a minha aposta”, garantiu o jornalista do Globoesporte.com. FICA!

PARA 2014: Sem dúvida, a pior das posições para indicar reforços. Ao menos, o Vasco tem um jogador que pode ocupar a posição. No mais, a pedida poderia ser Cortez, que pouco vem atuando pelo Benfica. Outro nome recomendado após a finalização do texto foi o do argentino Clemente Rodríguez, do São Paulo, que poderia ser contratado por empréstimo.

VOLANTES

Abuda – dez 2014
Primeiro volante com muita energia, mas pouca qualidade técnica. Foi útil em diversos momentos, mas no geral, não mostrou capacidade para ficar no elenco. Na segunda divisão pode permanecer para compor elenco. ESPERA.

Sandro Silva – fev 2016
Teve altos e baixos no time titular até ser afastado, supostamente, por não estar se empenhando. Difícil imaginar que tenha vontade de seguir vestindo a camisa do clube. É outro com quem vale conversar e caso o desejo seja sair, vira uma razoável moeda de troca. ESPERA.

Pedro Ken – dez 2013
Irregular durante todo o ano, foi um desastre como meia-armador, mas se saiu bem na função de volante. Não é o jogador dos sonhos, mas talvez possa permanecer para jogar no time titular. FICA!

Guiñazu – jul 2015
Contratação de peso, virou dor de cabeça, pela lesão logo nos primeiros minutos em campo com a camisa do Vasco. Mostrou muito respeito ao clube ao viajar para todos os jogos mesmo quando estava em tratamento. Quando jogou, no fim do BR-13, foi um leão. FICA!

Wendel – jun 2015
Chegou no ano retrasado como bom reforço e desceu vertiginosamente de nível. Conseguiu ser o pior jogador em campo na partida da queda, em Joinville. Não acrescenta nada para o time e dificilmente atrairá clubes interessados. Outro com quem é preciso negociar rescisão. BARCA!

Baiano – mar 2014
Boa revelação do Vasco na temporada. Jogador de muita marcação, precisa evoluir, mas pode ser útil no elenco. Ele e Abuda deveriam disputar a posição de reserva de Guiñazu. FICA!

Fillipe Soutto – dez 2013
Emprestado pelo Atlético Mineiro, até começou bem a temporada, mas depois caiu muito de produção. Não agradou e pode voltar ao campeão da Libertadores sem grandes pesares. BARCA!

Fellipe Bastos (emprestado a Ponte Preta)
Rebaixado para a Série B, mesmo estando cedido a outro clube, é um jogador que não me agrada nem um pouco, mas que em 2014, poderia disputar posição com Pedro Ken. Por outro lado, a campanha da Macaca na Sul-Americana pode ter valorizado seu passe e Vasco poderia conseguir alguma verba ao negociá-lo. ESPERA.

PARA 2014: Com Guiñazu, Baiano, Abuda, Pedro Ken e Fellipe Bastos, Vasco não precisaria desesperadamente de um volante. Richarlyson, do Atlético Mineiro, poderia ser uma opção para a função de meia defensivo mais avançado. França, do Hannover 96, e Paulinho Dias, da Chapecoense, poderiam vir se Guiñazu saísse.

MEIAS

Juninho – dez 2013
Dificilmente permanecerá jogando, e cá entre nós, vinha produzindo muito pouco neste ano, então a aposentadoria não seria de todo o mal. Poderia já assumir um cargo no clube, ao lado de Ricardo Gomes na gestão do futebol, por exemplo. Se quiser seguir jogando, precisa fazer uma pré-temporada boa, e um plano especial de jogos para ser escalado. ESPERA.

Montoya – jul 2015
Jogador que protagonizou novela longa por contratação e ‘remake’ depois para a inscrição no BID, mas que praticamente não atuou. Acabou afastado por um suposto descompromisso. Difícil imaginar alguém que se motivaria na situação dele. Acho que é outro com que vale a pena conversar e manter, dependendo da vontade que demonstrar. ESPERA.

Jhon Cley – set 2014
Um jovem com talento, mas que não parece ter forças para se firmar. Autor do gol do título da Taça BH, teve algumas chances no time de cima, inclusive como titular, e não se firmou. A gota d’água foi a péssima atuação contra o Santos. Não seria má ideia emprestá-lo a um time da Série C para avaliar durante o ano se a permanência no clube é válida. EMPRÉSTIMO.

Bernardo – dez 2015
Atleta que parece ir bem sempre que está com vontade, o que não é uma situação constante. Ainda assim, dentro do elenco atual é um dos jogadores mais técnicos. Poderia ser tranquilamente o líder do elenco, desde que esqueça os excessos fora de campo. FICA!

Francismar – dez 2013
Contratação que ninguém entendeu. Com o time caminhando para o desastre, contrataram um jogador para compor elenco. Por sorte, fizeram contrato até o fim deste ano apenas. BARCA!

Dakson – dez 2013
Chegou a ser o principal jogador do time no início do Brasileirão. Depois, conviveu com lesões constantes e, supostamente, com problemas de indisciplina. Como não renovou até agora, é possível imaginar que seja carta fora do baralho, mas, acho que valeria a pena renovar por mais um ano. FICA!

Enrico – mai 2014
Incompreensível este rapaz estar no Vasco até hoje. Conseguiu ir mal na Série B de 2009, mas por causa do contrato longo, foi sendo emprestado. Felizmente, nenhum técnico cogitou utilizá-lo nesta reta final e nem em 2014. BARCA!

Guilherme Costa – mar 2018
Talvez a maior promessa da base do Vasco desde Philipe Coutinho. Foi o camisa 10 na conquista da Taça BH, apesar de não ter brilhado tão intensamente. Já vem há algum tempo sendo incorporado em treinos do profissional. Agora, parece ter a grande chance de aparecer como integrante da equipe. FICA!

Malco – mar 2014
Caso parecido ao de Lucas Toledo. É considerado promissor, mas contrato está acabando. Situação precisa ser analisada urgentemente. ESPERA.

Jonathan (emprestado ao São Bernardo) – dez 2013
Jogador de quem se esperava muito, mas que não rendeu praticamente nada para o Vasco. Passou o ano esquecido após empréstimo ao São Bernardo. Deve voltar e deixar o clube pela porta dos fundos. BARCA!

PARA 2014: Uma dupla formada por Montoya e Bernardo, com Dakson e Guilherme Costa na reserva, não seria uma má pedida ao menos no papel. Ainda tem Juninho podendo ficar. Caso seja necessário buscar reforços, para a função de terceiro homem, Marlos, do Metalist Kharkhiv, e Maylson, do Figueirense, poderiam ser opções. Mais a frente, Alan Patrick, do Shakhtar Donetsk, que estava cedido ao Inter, e Danilinho, que deverá deixar o Tigres, do México, são nomes disponíveis.

ATACANTES

André – dez 2013
De família vascaína, se esperava muita dedicação desse jovem que já teve a carreira colocada em xeque diversas vezes. Fez gols, teve bom início, mas é outro acusado de se dedicar mais a vida noturna do que aos campos. Afastado no fim do campeonato, pode voltar ao Atlético Mineiro sem deixar saudade. BARCA!

Tenório – dez 2013
Talvez um dos jogadores mais queridos da torcida, mas as inúmeras lesões tornaram sua passagem pelo clube esquecível. Deixará o clube no fim do contrato sem deixar marca alguma que não seja a redução da folha salarial. BARCA!

Edmílson – dez 2013
No fim da temporada fez muitos gols importantes, mas de forma geral, é um jogador muito limitado. É claro, que se não houver substituto, precisa ficar, mas a diretoria precisa correr para elevar o nível técnico do setor. ESPERA.

Marlone – fev 2016
Tudo indica que não fica para o próximo ano, por vontade própria aliada a incompetência da diretoria. Bom jogador, mas longe de ser craque, poderia evoluir jogando na Série B. Agora é aguardar o desfecho da novela de sua saída. ESPERA.

Thalles – mar 2015
Menino que apareceu de forma surpreendente no time titular e que agradou, precisa ser bem trabalhado para render frutos no futuro. Tudo indica que é um ótimo atacante, mas ainda peca em alguns fundamentos devido a imaturidade. FICA!

Robinho – dez 2013
Situação parecida a de Francismar, mas pior, porque esse o Vasco dispensou e depois recontratou. Felizmente, o contrato é curto e vai até o fim do ano. Depois é ir para não voltar mais. BARCA!

Willie – dez 2013
Emprestado pelo Vitória, não mostrou grande qualidade técnica. Seus bons momentos no Vasco foram mais pela velocidade e vontade que tem. Não parece o suficiente para garantir lugar no elenco. BARCA!

Reginaldo – jun 2014
Chegou como aposta por boas campanhas que teve no futebol italiano, mas não mostrou quase nada de bom. Pode voltar para a ‘Bota’, onde é querido, porque no Vasco não merece lugar nem no banco de reservas. BARCA!

Marquinhos do Sul – dez 2015
Bom centroavante formado na base, ainda é muito jovem, e pode ter espaço caso reforços não cheguem. Se houver novos atletas desembarcando no clube, poderia ser emprestado para adquirir experiência. ESPERA.

Romário (emprestado ao Arouca)
Rescindiu com o clube da primeira divisão do Campeonato Português, em que quase não atuou, e voltará. É centroavante trombador, e pode ser útil em jogos contra equipes retrancadas, ainda mais com a possibilidade de até 11 jogadores ficarem no banco de reservas. FICA!

Nílson (emprestado ao Bragantino)
Promessa da Portuguesa, nunca mostrou grande coisa no Vasco. Retorna de novo empréstimo, mas pode ir embora sem qualquer tipo de empecilho, como forma de reduzir o elenco. BARCA!

William Barbio (emprestado ao Bahia)
Ninguém lamentou quando foi emprestado para Atlético Goianiense e depois Bahia. O único problema foi ele ter ajudado a salvar um concorrente do Vasco na luta contra a queda. Inadmissível a diretoria ceder jogador para rival de mesma divisão. Pode voltar e até ser útil, mas não é jogador imprescindível e pode ser envolvido em negociação. ESPERA.

Willen (emprestado ao América-RN)
Jogador da mesma geração de Philipe Coutinho e artilheiro de quase tudo o que disputou na base. No time profissional foi mais do que discreto. Foi emprestado para inúmeros times e nunca fez nada de relevante também. BARCA!

Rodrigo Dinamite (emprestado ao Duque de Caxias)
Seu único destaque nos últimos anos veio por conta do sobrenome. Não tem condições de se firmar no elenco profissional. Pode voltar a ser emprestado ou dispensado. BARCA!

PARA 2014: Com Thalles, Marquinhos do Sul e Romário no banco, seria preciso pensar na contratação de dois homens de frente. Com perfil mais técnico, Luan, do Cruzeiro, Alan, do Braga, ou Bruno Mendes, do Botafogo. Mais de área, poderiam vir Kelvin, do Porto, Wellington Paulista, do Criciúma, Bruno Rangel, da Chapecoense, ou o argentino Mauro Matos, do All Boys. Outra opção seria Fernandão, do Bahia, que atualmente negocia com clube turco.

Dá para o Vasco montar em 2014 um time com: Martín Silva; Fágner (ou Suéliton), Achillier, Luan e Cortez; Guiñazu, Pedro Ken, Montoya e Bernardo; Bruno Mendes (ou Marlone) e Bruno Rangel.

No banco, ficariam Jordi; Elsinho (ou Patrick), Jomar, Rodolfo (ou Rafael Lima) e Henrique; Abuda, Fellipe Bastos (ou Paulinho Dias), Dakson e Danilinho; Thalles e Romário.

E a disposição ainda estariam Michel Alves, Max, Dieyson, Baiano, Guilherme Costa e Marquinhos.

Acho que para a Série B estaria de bom tamanho. E você, o que acha? Concorda com as análises? Indicaria outros jogadores? O comentário é livre!

(ÚLTIMA ATUALIZAÇÃO ÀS 15h56 DE 10/12)

Anúncios

5 comentários sobre “Um Vasco para recomeçar

  1. Cara, Rodolfo espera? Sério? O cara ganha uns 200 mil por mês pra ficar no DM, isso é um ex-jogador.
    Quanto ao Willie, eu acho bom jogador, é habilidoso sim.
    Uma das coisas que eu me perguntava a uns 2 anos era aonde estava o Willen, obrigado por me esclarecer isso! Hahaha
    No mais, excelente texto, tirando uma divergência ou outra, é muito coerente.

  2. Brunão, quase caí em lágrimas ao ler o nome de tanto jogador ruim. To contigo . Só esse Edmilson q pra mim tem q ser barca tb, mais alguns outros, mas no geral acho q vc avaliou muito bem.
    Abraços do amigo,
    Claudio Afonso

  3. Martin Silva, Sueliton, Cris, Luan, Lorran, Guinãzu, Abuda, Bernardo, Montoya, Thalles e Romário. Pra mim o time é esse, tem que incorporar a base e formar um time forte pra 2015, só mudaria algo nesse time se fosse pra ser um jogador mais cascudo, que conhece a série b e viesse pra ser titular, no mais deixava esse ano pros garotos e testava a maioria deles no Carioca, porque a Série B querendo ou não os times de lá vão vir com tudo pra ganhar do Vasco e geralmente são jogos truncados, por isso é preciso ter jogadores experientes também, porque geralmente a garotada oscila muito.

  4. É Bruno, a coisa tá feia mesmo, acho que vc tá certo porém, colocar um time de garotos no carioca é meio arriscado não acha? Já pensou cair no carioca também? FORA DINAMITE, FORA EURICO E FORA TORCIDAS (DES) ORGANIZADAS!!!!!

  5. Concordo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s