Calendário novo possibilitaria Brasileirão diferente

Meses atrás postei aqui no blog uma sugestão de calendário para o futebol do nosso país, extinguindo os campeonatos estaduais e fazendo o Brasileirão durar o ano inteiro, com uma Série D que manteria todos os clubes pequenos em campo por pelo menos nove meses, disputando algo que realmente vale.

Pois bem. Finalizada a temporada 2013, resolvi esboçar como ficariam as quatro divisões nacionais no próximo ano, para dar uma ideia melhor do que estou falando. Vale ressaltar, que mais detalhes do calendário como um todo estão no texto anterior, linkado acima.

(Ressalto aqui que a lista de clubes nas Séries A, B e C, é só uma projeção. Eu seria contra qualquer mudança para 2014. A ideia seria apresentar este modelo agora, para ser implantado a partir de 2015)

A temporada oficial aconteceria entre janeiro e novembro, já que dezembro seria reservado às férias. As competições oficiais seriam iniciadas no segundo mês, com o anterior dedicado aos jogos de pré-temporada e até a disputa da Supercopa do Brasil, entre o campeão da Série A e o da Copa do Brasil.

O Campeonato Brasileiro da Série A seguiria no mesmo molde atual, mas disputado entre fevereiro e o fim de novembro, com quatro rebaixados no fim do ano. A Série B aconteceria no mesmo período, em turno e returno, no sistema de pontos corridos, mas com 22 equipes, e com a manutenção de quatro acessos e quatro rebaixamentos.

LEIA TAMBÉM: Os Estaduais têm que acabar ou virar um torneio festivo de fim de temporada

A Série C passaria a contar com 32 equipes, divididas em dois grupos regionalizados de 16. Os quatro últimos de cada chave seriam rebaixados. Os três melhores avançariam ao hexagonal final, e nesta fase, os quatro primeiros colocados vão à Série B.

A base do futebol brasileiro seria a Série D, que envolveria todos os times restantes. Seriam divididos em 8 torneios regionais. Dentro de cada subdivisão, haveriam os grupos necessários para adequá-los, de forma que todos os clubes permaneçam em atividade, no mínimo de fevereiro até setembro, em jogos apenas nos fins de semana. Em outubro e novembro aconteceriam as fases finais dos torneios para definir os oito acessos.

Confira como ficariam as quatro divisões do Campeonato Brasileiro se a adequação fosse feita neste ano (vale lembrar que alguns acessos foram feitos arbitrariamente):

Série A
1º ao 16º Série A 2013
1ª a 4º Série B 2013

Atlético (MG)
Atlético (PR)
Bahia (BA)
Botafogo (RJ)
Chapecoense (SC)
Corinthians (SP)
Coritiba (PR)
Criciúma (SC)
Cruzeiro (MG)
Figueirense (SC)
Flamengo (RJ)
Goiás (GO)
Grêmio (RS)
Internacional (RS)
Palmeiras (SP)
Portuguesa (SP)
Sport Recife (PE)
Santos (SP)
São Paulo (SP)
Vitória (BA)

Série B
17º a 20º Série A 2013
5º a 16º Série B 2013
1º a 6º Seríe C 2013

ABC (RN)
América (MG)
América (RN)
Atlético (GO)
Avaí (SC)
Boa Esporte (MG)
Bragantino (SP)
Ceará (CE)
Fluminense (RJ)
Icasa (CE)
Joinville (SC)
Luverdense (MT)
Macaé (RJ)
Náutico (PE)
Oeste (SP)
Paraná (PR)
Ponte Preta (SP)
Sampaio Corrêa (MA)
Santa Cruz (PE)
Vasco (RJ)
Treze (PB)
Vila Nova (GO)

Série C
17º a 20º Série B 2013
7º 21º Série C 2013
1º a 13º Série D 2013

Grupo A
Águia de Marabá (PA)
ASA (AL)
Baraúnas (RN)
Botafogo (PB)
Central (PE)
CRB (AL)
Cuiabá (MT)
Fortaleza (CE)
Gurupi (TO)
Nacional (AM)
Paysandu (PA)
Plácido de Castro (AC)
Rio Branco (AC)
Salgueiro (PE)
Sergipe (SE)
Tiradentes (CE)

Grupo B
Betim (MG)
Brasiliense (DF)
Mixto (MT)
Caxias (RS)
CRAC (GO)
Duque de Caxias (RJ)
Guarani (SP)
Guaratinguetá (SP)
Grêmio Barueri (SP)
Juventude (RS)
Madureira (RJ)
Metropolitano (SC)
Mogi Mirim (SP)
Resende (RJ)
São Caetano (SP)
Tupi (MG)

Série D 1
Roraima – 05
Amapá – 06
Acre – 11
Amazonas – 12
Rondônia – 07
Pará – 19
Mato Grosso – 13
73 clubes no total

Série D 2
Tocantins – 07
Maranhão – 13
Piauí – 08
Ceará – 24
Rio Grande do Norte – 10
62 clubes no total

Série D 3
Paraíba – 12
Pernambuco – 22
Alagoas – 19
Sergipe – 13
66 clubes no total

Série D 4
Goiás – 24
Distrito Federal – 21
Mato Grosso do Sul – 26
71 clubes no total

Série D 5
Bahia – 20
Minas Gerais – 34
54 clubes no total

Série D 6
Espírito Santo – 17
Rio de Janeiro – 59
76 clubes no total

Série D 7
São Paulo – 92
92 clubes no total

Série D 8
Paraná – 23
Santa Catarina – 24
Rio Grande do Sul – 28
75 clubes no total

Anúncios

Um comentário sobre “Calendário novo possibilitaria Brasileirão diferente

  1. Eu também fiz um modelo semelhante. Gostaria de usar o espaço pra divulgá-lo.

    Cuiabá e Mixto ficaram separados, sendo assim, o Cuiabá poderia trocar de lugar com o Brasiliense e ficarem juntos numa mesma chave.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s