Acadêmicos da Boleiragem: nota 10!

Carnaval é festa, é alegria, mas nem todo mundo gosta. Quando chega essa época do ano, muita gente encontra refúgio no futebol para passar tranquilo os dias do Reinado de Momo. Para contextualizar com a folia, nada melhor do que tentar mostrar quem é melhor em alguns quesitos, que podem ser levados da avenida para dentro do gramado.

Nos comentários, fique a vontade para deixar sua opinião, e se sinta jurado dos boleiros e times mundo a fora!

Evolução: Bayern de Munique – ninguém vem desfilando nesta temporada com tanta perfeição como o time bávaro, que já levou nota 10 no último desfile ao conquistar Campeonato Alemão, Copa da Alemanha e Liga dos Campeões da Europa. Repetir o feito é complicado, mas possível. Na competição nacional são necessárias mais cinco vitórias em 11 jogos para levar o caneco. Fora isso, é impressionante ver Alaba, Lahm, Kroos, Schweinsteiger, Thiago Alcântara, Ribèry, Robben e cia. Nada parece impossível para o Bayern, que não atravessa samba, não deixa buracos e tem componentes cantando com vontade.

Avassalador, o Bayern vai caminhando para conquistar nova Tríplice Coroa

Harmonia: Daniel Sturridge e Luis Suárez – a dupla de ataque do Liverpool parece ser composta por jogadores feitos um para o outro. O uruguaio é craque e tem muito brilho próprio. O inglês sempre foi coadjuvante, mas nessa temporada está jogando muita bola. Juntos fizeram 45 gols, e estão sendo fundamentais para colocar os Reds na briga pelo título inglês e pela vaga na Liga dos Campeões.

Bateria: ataque do Real Madrid – liderados por Cristiano Ronaldo, o setor ofensivo tem sido a alma dos blancos. Sempre muito dependente do craque português, o time passou a ter Gareth Bale, que está em um patamar elevado. Além da dupla, Karim Benzema cresceu de produção e o jovem Jesé vem mostrando estrela. Mais trás, Luka Modric vem jogando futebol de primeira. “Furioso”, o ataque do Real já mostrou do que é capaz contra o Schalke 04 na Veltins Arena, e pode levar o time de Carlo Ancelotti ao topo da Europa.

Fantasia: camisa vermelha da Colômbia – como homenagem a melhor seleção do país, que disputou a Copa do Mundo de 1990, a federação colombiana, junto a Adidas, resolveu reeditar o uniforme vermelho. E o acerto foi em cheio, com uma camisa de muito bom gosto. Por sorte, a empresa alemã, parceira da Fifa no objetivo de tornar todos os fardamentos monocromáticos, não resolveu colocar os cafeteros todos de vermelho, optando por calções brancos.

Linda camisa vermelha da Colômbia deverá desfilar em gramados brasileiros na Copa do Mundo

Mestre-sala e porta-bandeira: Hernane e Jayme de Almeida – a dupla simboliza o espírito rubro-negro e é responsável por carregar a bandeira do Flamengo na Taça Libertadores. Se por um lado é possível contestá-los no aspecto técnico, inegavelmente é impossível citar o time sem lembrar destas duas peças. O atacante brilha dentro campo e faz gols fundamentais, enquanto o técnico montou time eficiente.

Enredo: San Lorenzo – em março do ano passado o time argentino flertava com o rebaixamento, e em dezembro conquistava o Torneio Inicial do Campeonato Argentino. O que aconteceu nesse meio tempo? Entre outras coisas, um torcedor fanático, Jorge Mario Bergoglio, foi nomeado papa. Acredite em milagres ou não, seja católico ou não, não há como não achar a história interessante. O título encerrou cinco anos de jejum, e recolocou o ‘Ciclón’ na Taça Libertadores. Logo após  a conquista, uma delegação do clube levou a taça para o papa Francisco, que dias antes confessou a um sindicalista argentino que rezava três vezes ao dia para ver seu San Lorenzo campeão.

Quem desafina?

Se há quem ganha, também existem derrotados no Carnaval. Inclusive alguns passam vexame, sendo rebaixados para o grupo de acesso. No futebol, estão atravessando o samba atualmente, o Manchester United, que está próximo de ser eliminado pelo Olympiacos na Liga dos Campeões, e pode terminar a temporada fora da zona de classificação para torneios continentais.

No quesito fantasia, o mau gosto é da seleção escocesa, com seu segundo uniforme para as Eliminatórias para a Eurocopa de 2016. Uma horrenda combinação de branco, amarelo e rosa, que nada parece com o uniforme de um time de futebol.

Difícil explicar, porquê faz isso federação escocesa?

Por aqui, desafinou nesta semana a Conmebol, que foi omissa com relação a morte do jovem Kevin, na Bolívia, no caso de racismo contra Tinga, no Peru, mas mostrou todo rigor para, no meio do jogo, tirar câmeras de TV de dentro do gol do Maracanã, na partida entre Flamengo e Emelec, que terminou 15 minutos depois do previsto por conta disso, atrapalhando a vida do torcedor que já chegaria bem tarde em casa.

Anúncios

Um comentário sobre “Acadêmicos da Boleiragem: nota 10!

  1. Interessante como usou o espaço, o futebol nos oferece esse tipo de prazer, ser bem informado e de um jeito independente, mas muito profissional. Parabéns!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s