Filiados à rica Ferj, clubes da Série B lutam para liberar estádios

No fantástico futebol carioca, apresentado recentemente no Esporte Fino, os preparativos estão sendo feitos para as sensacionais divisões de acesso. No reino da rica Ferj, no entanto, o último quesito resolvido foi a liberação dos estádios e a definição de onde a bola rolará para cada jogo. Depois de uma semana de atraso na competição, enfim a primeira rodada, que acontecerá neste sábado, tem (quase) todos os palcos definidos. Continuar lendo

Anúncios

Mundial de Clubes poderia substituir a Copa das Confederações

O Campeonato Mundial de Clubes é um fracasso, e todo mundo sabe disso. Apesar da ideia ser interessante, o público pouco se interessa e a competição serve mais como um caça-níquel para a Fifa, condições que se reafirmam a cada ano. Por isso, não falta debate para uma remodelação. Claro que já me debrucei na ideia, e mostro uma delas a partir de agora para vocês.

Foto: fifa.com

Real Madrid venceu Mundial de Clubes insosso no Marrocos

Continuar lendo

Mesmo após balada, Once Caldas bateu Cruzeiro na Libertadores

O Once Caldas, da Colômbia, que garantiu vaga na fase preliminar da Taça Libertadores deste ano e enfrentará o Corinthians, protagonizou uma das histórias mais surreais da história da competição continental. Tudo aconteceu em 2011, quando a equipe se classificou como pior segunda colocada na fase de grupos, mas despachou nas oitavas de final o Cruzeiro, que vinha fazendo a melhor campanha até então.

Once Caldas despachou equipe de melhor campanha em 2011

Once Caldas despachou equipe de melhor campanha em 2011

Continuar lendo

Confira o caminho dos brasileiros na Sul-Americana

Os clubes brasileiros iniciarão a partir de meados de setembro a participação na Copa Sul-Americana 2014, competição que vale vaga na fase preliminar da Taça Libertadores. Em meio a polêmica sobre o suposto desejo de encontrar facilidade no torneio, caindo assim na Copa do Brasil, vale conferir quem pode pegar quem. Continuar lendo

Quem vaia Diego Costa, bom sujeito não é

Diego Costa é brasileiro. Na primeira partida em que disputou por uma Copa do Mundo, justamente no país em que nasceu, foi xingado e ofendido. Sua mãe, dona Josileide, chorou durante a partida disputada na Arena Fonte Nova, em Salvador. Tudo por o jogador estar utilizando a camisa da seleção espanhola de futebol.

Foto: Divulgação

Diego Costa escolheu a seleção da Espanha, sem renegar o Brasil

Continuar lendo

“Fantasma” deixa jornalistas neuróticos na Granja Comary

Pela primeira vez faço parte da cobertura de treinos da seleção brasileira, e confesso que me impressionei com a existência de um “fantasma” na tribuna de imprensa: o do corte por lesão. A sensação é de que todos estão previamente tensos porque irão acompanhar o drama de algum jogador contundido antes da Copa do Mundo. Continuar lendo

Futebol europeu precisa de Bom Senso?

A temporada é atípica devido a realização da Copa do Mundo, mas as reclamações já aconteceram: o calendário dos maiores campeonatos europeus está inchado demais. Lá o problema não são os Estaduais, como por aqui, mas eles existem, assim como as possibilidades de mudanças para tornar as competições melhores.

O futebol europeu às vezes parece dos sonhos, mas não é

Continuar lendo

Olho nos destaques dos pequenos nos Estaduais!

Sem querer bater outra vez nos combalidos Estaduais, é preciso dizer para poucas coisas estas competições têm sido úteis. Uma delas, é pela possibilidade de clubes de primeira e segunda divisão do Campeonato Brasileiro “garimparem” reforços de baixo custo para o restante da temporada.

Cristiano é um dos destaques dos Estaduais 2014, ao ajudar a colocar o Maringá na final do Paranaense

Continuar lendo

Vermelho paixão

Você já deve ter ouvido por aí que “o Liverpool talvez seja o time que jogue o melhor futebol da Europa”. Olha, eu tô no grupo dos que têm essa opinião. Longe de achar a melhor equipe, não tenho dúvidas que os ‘Reds’ têm sido os grandes expoentes do jogo bonito, que de tempos em tempos reaparece nos campos pelo mundo.

Foto: Divulgação

Neste domingo, o Liverpool triturou o Tottenham no Anfield Road e assumiu a primeira colocação do Campeonato Inglês

Continuar lendo

30 mil!

O Quatro Linhas comemora nesta sexta-feira a marca de 30 mil acessos desde a criação em novembro de 2008. Depois de muitas idas e vindas, o número é motivo de muita satisfação principalmente porque mais de 17 mil destas visualizações aconteceram desde janeiro do ano passado, quando uma nova fase começou, com a identidade visual que você confere hoje em dia.

Para mim, Bruno Guedes, que comando este espaço – agora aberto a colaboradores, que é outro orgulho -, é um imenso prazer fazer este post. Os números podem ser modestos para muitos, como, por exemplo, os 111 acessos desde ontem até este momento do despretensioso texto “Não vai ter Copa…para eles“, em que apresento alguns grandes jogadores de países classificados para a Copa do Mundo, que não estarão no Brasil. Ótimo para um blog que não está em um portal, tem divulgação basicamente feita nas redes sociais, direcionada aos amigos.

Esta semana para o Quatro Linhas foi absolutamente especial por esta marca e também pela publicação do texto “Um dia de travessura – É assim que nascem as paixões” de autoria do publicitário Luiz Bianco, sobre a experiência de assistir um jogo do Juventus na Rua Javari. Foram mais de 550 acessos em quatro dias, e mais importante do que isso, uma enxurrada de comentários. Diversas foram as pessoas tocadas pela lembrança de um dia ter ido ver o Moleque Travesso de perto, ou pelo estímulo de ter essa experiência.

É isso que esse espaço pretende ser, um lugar em que se encontram grandes histórias, personagens interessantes, e que vá muito além do esporte nas quatro linhas.

Obrigado a cada um que veio até aqui, que curtiu, compartilhou, indicou. Voltem sempre!

Não vai ter Copa…para eles

Em cada edição de Copa do Mundo, uma legião de craques desembarca no país-sede para disputar a competição. Enquanto isso, diversos ótimos jogadores assistem o torneio pela televisão por uma série de motivos. Os mais comuns costumam ser os que falham com suas seleções nas Eliminatórias ou os que sofrem lesões. Só que existe mais um grupo, o dos ótimos jogadores que não convenceram os técnicos de suas equipes nacionais a colocá-los na lista dos 23 convocados para o torneio. É claro que no Mundial do Brasil isto também irá acontecer.

A seguir, seguem alguns jogadores que vivem ótimo momento, mas não deverão vir ao Brasil: Continuar lendo

Um dia de travessura – É assim que nascem as paixões

* Por Luiz Bianco

São 8 da manhã de um domingo emburrado, de vento frio e querendo chuva em São Paulo. Recebo uma mensagem logo cedo no telefone: “cara, não poderei ir, vai ficar para a próxima”. Ao calçar o sapatos e colocar uma blusa pra topar com o tempo nada amistoso da capital, recebo uma segunda negativa: “olha, não vai rolar, tô com algumas coisas pra fazer aqui. Mas vai lá”.

Éramos cinco e ficamos reduzidos a três. Eu, um amigo e minha brava namorada que topou enfrentar um dia diferente. Há um mês atrás eu já havia decidido. Eu tinha um compromisso de honra na Rua Javari para acompanhar o bravo Juventus da Mooca, o Moleque Travesso.

Continuar lendo

Catar: A Copa do Mundo que não será?

O mês é novembro e o ano é 2021. O anúncio de uma reunião entre federações filiadas à Uefa deixou a Fifa de cabelo em pé. A pauta era uma retirada em massa da Copa do Mundo de 2022, devido à imagem negativa do Catar diante da comprovação das irregularidades nas eleições para sediar a competição, e dos diversos processos trabalhistas movidos por organizações internacionais.

Continuar lendo

Sem pachequismo, torcer para Massa faz bem

A temporada 2014 da Fórmula 1 está sendo aberta neste fim de semana com um certeza: é importante para o fã brasileiro da categoria que Felipe Massa volte a lutar por título, e que quebre jejum de 23 anos do país sem a conquista de um campeonato.

Massa e a linda Williams Martini Racing “são o Brasil” na Fórmula 1 em 2014

Veja bem, não se trata de um arroubo pacheco. Também não acho que qualquer resultado do paulista em 2014 ajudaria a recuperar o combalido automobilismo tupiniquim. Estou pensando em mim, você e todos que adoram acordar cedo no domingo, ligar a TV e ver os bólidos voando na pista. Continuar lendo